Wednesday, September 14, 2011

"Respeite minha crença"




As pessoas se perguntam muito sobre isso, sobre crenças. “No que você acredita?”; “Qual é a sua religião?”. E nem sempre estão preparadas para ouvir a resposta, nem sempre são tolerantes para com as diferenças e liberdade de crença.

Mas tenho nessas horas um prazer especial em responder com toda a sinceridade possível, com toda a sinceridade irônica possível, indo direto ao ponto, sem rodeios:

“Não acredito em nada de sobrenatural, nada! Não acredito em espírito, alma eterna, Deus, ou qualquer baboseira desse tipo; com a devida exceção, obviamente, aos duendes e às fadas madrinhas.”

E muitos se assustam, do começo ao fim:

“Como assim? Você acredita em duendes e fadas madrinhas?”

“Sim. Sou devoto fervoroso de “Fradinho da mão furada” e “Zanganito”. Minhas padroeiras são Melusina e Lorelei.”

E há pessoas que insistem em não entender a piada:

“Mas não tem cabimento. Você diz que não acredita em Deus e acredita em duendes. Isso não tem sentido.”

Finalizo a conversa com carinha de ofendido:

“Eu acho que você está me ofendendo, ofendendo minha crença e meus deuses, meu querido. Respeito é bom e eu gosto”.

Saio sem dar satisfações e encarnando o ofendido. Uma ou outra pessoa espalha que acredito em duendes, que não bato bem, e assim, de modo excitante, as mitologias sobre a minha pessoa vão se difundindo. E, como sou bem ambicioso, de mitologia em mitologia, uma hora eu monto uma nova religião. 

4 comments:

Renato lcher said...

Boa !!!

Ioda said...

Infiel!

Sentirás a ira das hordas dos devotos de wanderclay, a divindade dos bueiros voadores!

Infidel!

Marcos Siqueira said...

Hehehehehe, vc é mau!!!!!

Ney Mattos said...

Meu corpo é perfeito.