Friday, September 16, 2011

"Nossa união é a felicidade"


(Estória baseada em fatos reais)

7 comments:

Alessandro said...

Fiquei tocado, cara... Vc tem esse dom de experimentar sem receios, intervir no comportamento das pessoas, nas barreiras da convivência social. Esse encontro com essa Senhora foi uma das experiências mais humanizantes que já ouvi o relato. E a música dá um tom singelo de uma brasilidade que a gente só encontra nas ondas dos rádios AM, naquele fim de tarde empoeirado, na janela de uma casa antiga numa cidade histórica, de um barraco de madeira numa capital em construção...

Anonymous said...

Essa música tb já mexe mto comigo... E ouvir vc cantando o refrão é ago "único". Amo vc.
L.S.

Anonymous said...

"algo"

Josafá Crisóstomo said...

Adriano,
A história é das mais bonitas que eu já ouvi na minha vida! Eu fiquei tão empolgado que já acho que tinha que virar filme, tipo curta-metragem!
Vamos combinar que você contando, assim, como se fosse no rádio ficou também uma coisa única.
Fiquei contente porque como faz muito tempo que não te ouvia foi como estar próximo desse meu amigo que sempre foi mesmo essa pessoa da história. Esse personagem tão humano e que repense suas atitudes, que não tem vergonha de pedir perdão, que assume seus erros: isso tudo é tão importante, talvez seja a lição mais singela da história. Essa capacidade de ambos os personagens de continuar em frente sem intervalos para mágoas! Muito muito obrigado por compartilhar. Eu vou continuar divulgando muito essa história, porque ela merece ser divulgada! As pessoas precisam desse tipo de tempero nas suas vidas! Saborosíssimo!

Rita Ribeiro said...

Se fôssemos um pouco mais sensíveis; se pensássemos um pouco menos em nós mesmos e um pouco mais nos outros, talvez as relações fossem também muito diferentes. Haveria mais gentileza, mais aproximação, porque temos a capacidade de modificar o que está à nossa volta, apesar de não percebermos.
Parabéns pelo exemplo.

Ah! e adorei o comentário do Josafá!

Beijão pra vocês dois! =)

Marcos Siqueira said...

Um "causo" intessante e bem contato. As pessoas são sempre mais importantes do que as coisas.

luciana rosa said...

que bonito! do desencontro você fez um belo encontro! somos todos iguais!